Christophe Archmbault/ FP
Christophe Archmbault/ FP

Museu Van Gogh compra carta escrita por Vincent e Paul Gauguin

A carta de 1888 era endereçada a Emile Bernard e era o documento mais importante de Vang Gogh ainda em mãos particulares

Redação, AFP

18 de junho de 2020 | 09h16

O Museu Van Gogh em Amsterdã anunciou nesta quarta-feira, 17, que comprou uma carta escrita em conjunto pelos pintores Vincent Van Gogh e Paul Gauguin, em um leilão pelo valor de 210.600 euros.

"A Fundação Vincent van Gogh comprou uma carta excepcional de Vincent van Gogh para a coleção do Museu Van Gogh na terça-feira, 16, à tarde em um leilão no (salão) Drouot em Paris", disse o museu em comunicado.

Na carta, ambos os artistas testemunham sua admiração mútua e a mesma visão da futura renovação da arte moderna. "É a única carta que Van Gogh escreveu com outro artista", e é "o documento mais importante" do pintor holandês que ainda estava em mãos particulares, acrescentou o museu. 

A tinta e em papel quadriculado, esta carta assinada por Van Gogh e Gauguin foi endereçada a seu amigo, também pintor Emile Bernard. A mensagem foi datada entre 1 e 2 de novembro de 1888 em Arles e faz referências a discussões sobre uma "associação de pintores". Ambos os autores expressam sua convicção de que a arte estava passando por um período fundamental para um "renascimento".

Na carta, Van Gogh elogia Gauguin e confessa a Bernard que eles se sentem cúmplices o suficiente para frequentar certos lugares juntos: "Fizemos algumas visitas a bordéis e provavelmente acabamos indo trabalhar frequentemente lá".

Van Gogh (1853-1890) passou a caneta na última página a Gauguin (1848-1903) que, com falsa modéstia refuta os elogios de seu amigo: "Não ouça Vincent, ele, como você sabe, é de fácil admiração e indulgente".

A carta será exibida pela primeira vez durante o outono europeu, em uma exposição dedicada à correspondência de Van Gogh, informou o museu, que tem mais de 875 cartas do artista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.