Michele Tantussi/Reuters
Michele Tantussi/Reuters

Museu Madame Tussaud de Berlim coloca Trump no lixo antes de eleição dos EUA

O ex-presidente Barack Obama também tem uma estátua no museu de cera

Redação, Reuters

31 de outubro de 2020 | 16h30

O museu de cera Madame Tussaud de Berlim colocou sua estátua do ex-astro de televisão e presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em uma caçamba de lixo nesta sexta-feira, 30, uma ação que parece refletir suas expectativas a respeito da eleição presidencial norte-americana da próxima terça-feira, 2.

No que pareceu um insulto calculado adicional, a estátua de seu antecessor e nêmesis, Barack Obama - que tinha a chanceler alemã, Angela Merkel, entre suas maiores aliadas - continuou em seu lugar.

“A atividade de hoje é de caráter mais simbólico antes das eleições nos Estados Unidos”, disse a gerente de marketing do museu, Orkide Yalcindag. “Nós aqui do Madame Tussaud de Berlim removemos a imagem de cera de Donald Trump como uma medida preparatória”.

O republicano Trump aparece atrás de seu adversário democrata, Joe Biden, em pesquisas de opinião nacionais há meses, particularmente por causa da desaprovação generalizada à maneira como ele lida com a pandemia de coronavírus que assola a Europa e os EUA, mas pesquisas recentes o mostram ganhando terreno em alguns Estados cruciais.

A exibição do Madame Tussaud inclui ex-presidentes dos EUA, por isso Trump e sua caçamba devem voltar sem muita demora, independentemente do desfecho da votação.

Tudo o que sabemos sobre:
Joe BidenDonald Trumpmuseu

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.