TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO
TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO

Museu do Ipiranga finaliza restauro do quadro 'Independência ou Morte'

Em meio a pandemia do novo coronavírus, cronograma foi reajustado para os cuidados com a icônica obra de Pedro Américo

Redação, O Estado de S.Paulo

30 de abril de 2020 | 08h07

O Museu do Ipiranga finalizou o restauro da obra Independência ou Morte, icônico quadro de Pedro Américo. Previsto para o mês de abril, o processo foi adiantado para o final de março por causa da pandemia do novo coronavírus.

O quadro estava sob os cuidados da restauradora Yara Petrella que, por pertencer ao grupo de risco, teve de ser afastada de suas funções. A partir da primeira semana de maio, a obra será embalada para o início da reforma do Salão Nobre do Museu.

Até agora fica pendendente apenas a aplicação do verniz, que deve acontecer com a supervisão da restauradora. A última etapa será realizada em 2022, perto da data prevista para a reabertura do Museu, em comemoração ao bicentenário.

 A tela, com dimensões de 415 cm x 760 cm, é maior do que as portas e janelas do salão, e foi montada originalmente no local, sem nunca ter sido retirada.

Após o restauro, a equipe da reforma do Museu aplicarará um tecido especial que impede a entrada de pó, mas que permite passagem de oxigênio. A cada seis meses, o tecido e o quadro serão inspecionados.

A obra também será protegida por um anteparo metálico que garante um afastamento de 1,5 metro. A reforma no Salão Nobre deve começar em junto e durar quatro meses. O trabalho é de restauro estrutural, tratamento de trincas nas paredes e forros de estuque. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.