Visitantes admiram 'A Ronda Noturna', de Rembrandt, em 2013. Foto: Ilvy Njiokiktjien/The New York Times
Visitantes admiram 'A Ronda Noturna', de Rembrandt, em 2013. Foto: Ilvy Njiokiktjien/The New York Times

Museu da Holanda quer comprar retratos de Rembrandt por 160 milhões de euros

Mais de 2,4 milhões de visitante estiveram no Rijksmuseum em 2014 para ver a coleção que inclui as obras mais famosas do pintor

REUTERS

24 Agosto 2015 | 15h29

A galeria nacional Rijksmuseum de Amsterdã está prestes a finalizar um acordo de €160 milhões para adquirir dois retratos do mestre Rembrandt da família francesa Rothschild, informou o diretor do museu, Wim Pijbes, nesta segunda-feira, 24.

As pinturas, que datam de 1634, mostram o comerciante Marten Soolmans e sua esposa, Oopjen Coppit, e foram feitas para seu casamento. As obras foram compradas pelo barão Gustave de Rothschild em 1877 e estão na França desde então.

Pijbes contou à rádio holandesa BNR que os retratos foram avaliados em €160 milhões, chamando a compra de “um sonho realista” e afirmando que o museu está conversando com financistas. Mais de 2,4 milhões de visitante estiveram no Rijksmuseum em 2014 para ver a coleção do museu, que inclui A Ronda Noturna, obra mais famosa de Rembrandt.

Em julho, o Rijksmuseum obteve o colar de um arqueiro do século 16, uma peça de prata decorada concedida ao vencedor de um torneio anual de arco e flecha. A família Rothschild o havia vendido a um comprador particular de Paris que o doou ao museu.

Mais conteúdo sobre:
RembrandtVisuaisHolanda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.