Paul Bennett Architects, PC/The New York Times
Paul Bennett Architects, PC/The New York Times

Museu da Broadway na Times Square define nova data de inauguração

Instituição terá três seções sobre a história dos grandes musicais

Laura Zornosa, The New York Times

17 de agosto de 2021 | 15h00

Após vários atrasos, o primeiro museu dedicado a contar a história dos espetáculos da Broadway deve abrir suas portas até o final do ano, no coração do distrito dos teatros. O Museu da Broadway, descrito como uma experiência interativa e imersiva, foi originalmente programado para estrear em 2020. Mas seus fundadores, Julie Boardman, uma produtora quatro vezes indicada ao Tony, e Diane Nicoletti, fundadora da Rubik Marketing, disseram que o projeto foi atrasado pela pandemia. 

“Nós realmente pensamos que seria essa a grande ideia: um híbrido entre um museu tradicional como outro experimental, interativo, colorido e divertido”, disse Nicoletti, “além de ter certeza de que estávamos realmente cobrindo a integridade da história da Broadway, incluindo trajes, artefatos e elementos históricos.” 

O museu, na 145 West 45th St., ao lado do Lyceum Theatre, terá três seções: a primeira, uma sala de mapas, mostrará a migração dos teatros da cidade do distrito financeiro para Union Square, Herald Square e depois Times Square. A segunda área será uma linha do tempo, estendendo desde o nascimento da Broadway em meados do século 18 para os musicais clássicos, inspirados em livros e nas folies, até chegar aos shows atualmente em exibição no palco.

Convites para noites de estreia, esboços líricos e partituras manuscritas foram obtidos com a ajuda da Divisão de Teatro Billy Rose da Biblioteca Pública de Artes Cênicas de Nova York. 

Ao longo da linha do tempo, haverá instalações criadas por artistas visuais e designers da Broadway - pense em murais vibrantes ou experiências interativas de realidade aumentada - que explorarão alguns dos shows mais importantes e influentes. Uma sala no final desta seção destacará os espetáculos em exibição na Broadway naquele momento e examinará alguns dos 41 teatros que compõem a Broadway.

Uma porta de palco se abrirá em um backstage que desconstrói a produção de um show da Broadway. Esta última área visa homenagear os profissionais - dentro e fora do palco, atores e não - que garantem a continuidade dos espetáculos.

“Isso realmente mostra como tudo se concretiza e, em seguida, homenageia todos os criativos talentosos e brilhantes e as pessoas que dão vida a isso”, disse Boardman, um dos produtores do renascimento do musical “Company” nesta temporada. 

O Museu da Broadway foi fundado em colaboração com a Playbill, Broadway Cares / Equity Fights AIDS, a Al Hirschfeld Foundation, Concord Theatricals e Goodspeed Musicals. Os ingressos devem começar a ser vendidos no próximo ano. “Com a covid e a indústria sendo completamente fechada, estamos realmente empolgados em poder abrir nossas portas para todos neste fim de ano", disse Boardman.

Tudo o que sabemos sobre:
Broadway [Nova York]Times Squaremuseu

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.