Muitas caras da Itália no Festival de Roma

Uma semana depois, tantos protestos pelas praças da cidade, 115 mil ingressos vendidos e 15 milhões de euros gastos, terminou no sábado o Festival de Cinema de Roma. Nesta terceira edição de uma mostra que ainda busca sua identidade, o país homenageado foi o Brasil. O filme premiado pelo público foi Resolution 819, de Giacomo Battiato, e o júri, que foi criado para esta edição, escolheu Opium War, do afegão Siddiq Barma como melhor filme. A história recente de uma Itália cuja história atual não é das mais animadoras foi contada e recontada em filmes contundentes como Predappio in Luce, Sangue dei Vinti e O Passado É Uma Terra Estrangeira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.