Mozarte um Brasileiro terá oito atrações

TEMPORADA: Depois da visita de um grande intérprete de Mahler, o barítono Thomas Hampson, que esteve no Brasil no ano passado pela Cultura Artística, o Mozarteum Brasileiro nos traz em 2008 outro representante dessa espécie rara: Mathias Goerne será o solista dos concertos de abertura, em maio, da temporada deste ano da entidade, com a Bamberger Symphoniker e regência de Jonathan Nott - no programa, as canções do ciclo Des Knaben Wunderhorn.Na seqüência, ainda em maio, quem se apresenta é o Sexteto da Filarmônica de Berlim, conjunto de câmara formado por integrantes da tradicional orquestra, tida por muitos como a melhor do mundo (o programa ainda não foi definido). Em junho, a atração é o Quarteto Szymanowski, com obras de Ravel, Borodin, Rachmaninoff, Haydn e, claro, do próprio Szymanowski, compositor que dá nome ao conjunto criado em 1995.Agosto começa com recitais que têm tudo para agradar tanto o público que gosta de canto quanto os admiradores da música contemporânea - dois guetos que tendem a não se misturar nas nossas temporadas. O responsável pelo feito será o duo formado pela meio-soprano Frederica Von Stade, um dos grandes nomes do canto lírico americano, e o pianista e compositor Jake Heggie - eles vão fazer um passeio pela história da canção americana de autores como Ned Rorem, o próprio Heggie, Bernstein e Copland, entre outros, intercalados por autores europeus - Bizet, Faurè, Poulenc. Também em agosto, apresenta-se a Orquestra Sinfônica de Tóquio, com regência de Hubert Soudant e Naoto Otomo e solos, ao piano, de Noriko Ogawa. Um dos pianistas-sensação do momento, o norueguês Leif Ove Andsnes apresenta-se em setembro (ele estava programado para recitais por aqui há três anos, mas cancelou a viagem por motivos de saúde); no programa, Schubert, Beethoven e Mussorgski.Em outubro, visita o país a Sinfônica Tchaikosvki de Moscou que, até a dissolução da União Soviética, era a orquestra oficial da rede soviética de rádio - aqui, eles tocam Rachmaninoff, Prokofiev, Tchaikovski e Beethoven. Quem encerra a temporada, em novembro, é o Quarteto com piano de Gidon Kremer - o programa ainda não foi anunciado.As assinaturas já estão à venda e, até o dia 3 de março, custam de R$ 450 a R$ 1.250. Mais informações pelo telefone 3815-6377 ou no site www.mozarteum.org.br.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.