Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Mostra na Japan House destaca a importância das embalagens na cultura nipônica

Aberta nesta terça-feira, 19, a exposição revela como, para os japoneses, o invólucro e o conteúdo estão no mesmo patamar — seja no tradicional ato de presentear, seja na experiência com itens de consumo diário

Júlia Corrêa, O Estado de S.Paulo

19 de janeiro de 2021 | 08h00

Na língua japonesa, a palavra “tsutsumu” significa “embrulhar”. Seu ideograma simboliza uma criança no ventre da mãe, o que transmite a ideia de proteção de algo precioso. Essa e outras curiosidades são apresentadas ao público em Embalagens: Designs Contemporâneos do Japão, nova exposição que ocupa a Japan House até 14 de março. 

Uma vez que o ato de presentear faz parte do código de etiqueta da cultura japonesa, como um sinal de respeito, as embalagens desempenham um papel fundamental para esse gesto social, sendo parte agregadora do objeto ofertado. O mesmo ocorre com as embalagens dos produtos do dia a dia dos japoneses, em que cada detalhe, aliado à sustentabilidade e às tradições do país, ampliam a experiência de consumo.

É esse rico universo, portanto, que pauta a mostra inédita no espaço cultural da Avenida Paulista. Em uma parceria com a Japan Package Design Association, são expostos itens que integraram a última edição da Japan Package Design Awards, tradicional premiação promovida desde 1985, em que estética, usabilidade e potencial mercadológico são palavras-chave.

“O público poderá sentir que está passeando pelo Japão, não só no sentido da experiência estética, mas da percepção de hábitos de consumo e tradições culturais que fazem parte do dia a dia deles. A partir dessa observação, é possível ter uma visão do que é a sociedade japonesa hoje”, diz a curadora Natasha Barzaghi Geenen, diretora cultural da Japan House.

Seleção. A exposição apresenta, por exemplo, itens cotidianos como chicletes envoltos em papéis de dobradura para Origami ou uma caixinha colorida de biscoito, que lembra um embrulho de presente e cuja dimensão a faz caber perfeitamente nas mãos, assim como embalagens de arroz resultantes de um projeto com famílias agricultoras da cidade de Wajima, com cada uma delas ilustrando um elemento da cultura local.

São expostas ainda embalagens como uma caixa destinada a trutas com ovas, com invólucros em forma de onda que se encaixam, e também uma embalagem especial para guardar cerejas de alta qualidade, remetendo a um estojo de joias. 

Há outros itens curiosos, como caixinhas destinadas a um carvão artesanal para pintura, conhecido como Narasumi, que traz a forma das máscaras usadas no teatro Gigaku. A embalagem criada para o produto é decorada com ilustrações inspiradas nos tecidos de um templo de Nara, cidade em que é produzido, e com um brilho que reproduz o de uma técnica específica da região.

Cosméticos e produtos de higiene também ganham destaque na mostra. Latinhas de um pó compacto, por exemplo, remetem à experiência de visitar uma galeria de arte, com peças limitadas e exclusivas trazendo ilustrações de grandes criadores da atualidade. Já a embalagem de um sabonete para as mãos, de fácil manuseio para as crianças, produz uma espuma em formato de flor.

Segundo Natasha, com produtos como esses, a mostra evidencia a importância do design não apenas ligado a coisas “grandiosas”, como eletrodomésticos e mobiliário, mas também a detalhes que têm o poder de “agregar valor ao produto, atrair o consumidor e tornar o seu dia mais feliz.” 

Ações paralelas. A quem se sentir instigado pelo tema, estão programadas atividades online complementares à exposição.

Nesta terça-feira, às 16h, o núcleo educativo do espaço cultural promove um primeiro encontro que propõe explorar a tradição dos embrulhos japoneses. No sábado, 23 de janeiro, será divulgado um vídeo com lições sobre como fazer uma caixinha de papel utilizando a técnica do origami.

As transformações de técnicas tradicionais na criação de algumas embalagens do país ganham destaque em dois encontros, nos dias 22 e 29 de janeiro, às 17h. Já no dia 26 de janeiro, às 16h, haverá uma conversa dedicada à cultura do presentear no Japão. 

SERVIÇO

Japan House. Av. Paulista, 52, Bela Vista, 3090-8900. 11h/17h (fecha 2ª). Grátis. Reserva online opcional pelo site agendamento.japanhousesp.com.br

Acesso às atividades online em bit.ly/eventosJHSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.