DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO

Mostra Kandinsky encerra temporada nesta segunda, 28

Exposição que chega ao fim nesta segunda-feira, 28, apresenta obras abstracionistas; mostra já recebeu 1 milhão de visitas

Leandro Nunes, O Estado de S. Paulo

27 de setembro de 2015 | 22h36

Após passar por Brasília, Rio e Belo Horizonte, as obras de Wassily Kandinsky (1866-1944) estão em exposição desde julho em São Paulo, no Centro Cultural Banco do Brasil (R. Álvares Penteado, 112, Centro), que encerra nesta segunda, 28, a mostra Kandinsky: Tudo Começa Num Ponto. As 153 peças compreendem as primeiras pinturas do artista, realizadas no fim do século 19 e no início do 20, até uma pura abstração – a tela No Branco, de 1920. 

As principais influências do pintor integram o conjunto com elementos da arte popular russa, ricos em cores e formas, e peças usadas em rituais xamânicos do Norte da Mongólia, que atraíram o artista em uma de suas viagens etnográficas. Tais peças têm curadoria de Evgenia Petrova e Joseph Kiblitskyfazem, e fazem parte do acervo do Museu Estatal Russo de São Petersburgo e de coleções particulares. O artista relata essas experiências em sua obra Do Espiritual e da Arte, conta Petrova. 

“A abstração muito específica de Kandinsky, repleta de narrativas, está diretamente relacionada com o que ele conta nesse livro, no sentido de que é possível traduzir cada sentimento, cada pensamento por meio da composição e da cor”, disse a curadora, em entrevista ao Estado, na abertura da mostra.


Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    Artes VisuaisKandinsky

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.