Morre Tullio Pinelli, roteirista de A Doce Vida e de mais 82 filmes

Roteirista de A Doce Vida (1960), de Fellini, e de outros 82 filmes, Tullio Pinelli morreu no sábado, aos 100 anos, em Roma, de causa não revelada. Pinelli, descendente de família nobre, era casado com a atriz Madeleine leBeau, que tem um pequeno papel em Oito e Meio, também roteirizado por ele e um dos mais célebres filmes de Fellini, que conheceu em 1947, numa banca de jornal. Nunca conseguiu concretizar o projeto que selou sua amizade com ele, um filme sobre um escriturário capaz de voar, assim como Viaggio a Tulum, sobre o encontro de Fellini com o bruxo mexicano Castañeda, que está sendo filmado por Marco Bartoccioni. Pinelli, no entanto, publicou um livro, La casa di Robespierre, aos 90 anos. São cinco contos sobre pessoas comuns, como os melancólicos personagens A Estrada da Vida (La Strada) e Abismo de um Sonho (Lo Sceicco Bianco), dois outros filmes de Fellini roteirizados por ele. Pinelli também foi parceiro de Pietro Germi e Mario Monicelli.

, O Estadao de S.Paulo

09 Março 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.