Morre suposto autor de No Woman, no Cry

Vincent Ford, suposto autor do clássico do reggae No Woman, no Cry, que projetou Bob Marley (1945-1981) mundo afora, morreu anteontem na Jamaica, aos 68 anos, em decorrência do diabetes. Os aficionados sempre contestaram a autoria da canção, atribuída ao próprio Marley, que teria dado crédito ao velho amigo para ajudá-lo financeiramente com a arrecadação de direitos autorais. A primeira gravação de No Woman, no Cry (que ganhou versão brasileira de Gilberto Gil) foi registrada por Marley no álbum Natty Dread, de 1974. Ford também recebeu crédito por mais três canções em outro álbum do cantor, Rastaman Vibration, de 1976.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.