Morre o saxofonista Bud Shank

O saxofonista Bud Shank, figura de destaque no jazz dos anos 50, morreu na noite da última quinta-feira, vítima de falência dos pulmões, informaram ontem seus amigos. Ele tinha 82 anos e estava em casa, na cidade de Tucson, no Arizona. Músico versátil e de espírito aventureiro, Shank também tocava flauta e durante um período produtivo como músico de estúdio, fez solo no hit California Dreaming, do Mamas and The Papas, nos anos 60. Interessado na música sem fronteiras, ele gravou com o violonista brasileiro Laurindo Almeida, muito antes de a bossa nova se tornar popular nos EUA, e com o citarista indiano Ravi Shankar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.