Morre o filósofo italiano Franco Volpi

O filósofo italiano Franco Volpi (Vicenza, 1952), um dos estudiosos da filosofia alemã mais reconhecidos, morreu anteontem à noite em decorrência de um acidente sofrido em localidade no noroeste da Itália na segunda-feira, quando circulava de bicicleta. A polícia abriu investigação para averiguar se ocorreu um possível homicídio culposo. Professor da Universidade de Pádua e colaborador do jornal italiano La Repubblica, Volpi era especialista, principalmente, da obra de Heidegger. Entre suas obras publicadas, estão O Niilismo (1996), Heidegger e Aristóteles (1984) e Os Próximos Titãs - Conversas com Ernst Jünger (1997).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.