Morre o diretor argentino Alejandro Doria

Morreu ontem, em Buenos Aires, aos 72 anos, o diretor argentino de cinema e televisão Alejandro Doria, que em 2007 ganhou o prêmio Goya e também os festivais de Huelva e Biarritz, entre outros, com seu filme As Mãos. Ele estava internado em uma clínica na capital e morreu em consequência de uma pneumonia crônica, assim informou uma fonte de sua família e ainda a imprensa local. Doria, que também foi locutor e ator, começou sua carreira cinematográfica em 1969 e realizou em 1974 Proceso a la Infamia. Entre seus filmes mais conhecidos estão Contragolpe (1978), La Isla (1979), Los Miedos (1980), Los Pasajeros del Jardín (1982), Darse Cuenta (1984). Foi com o longa-metragem Esperando a Carroça, de 1985, que ele se tornou popular na Argentina.

Efe, O Estadao de S.Paulo

19 de junho de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.