Divulgação
Divulgação

Morre o cartunista Tony Auth

Artista tinha câncer no cérebro

O Estado de S. Paulo

14 Setembro 2014 | 19h41

Morreu neste domingo na Filadélfia, aos 72 anos, o cartunista Tony Auth, ganhador de um prêmio Pulitzer e que trabalhou para o jornal Philadelphia Inquirer de 1972 até 2013. Ele tinha câncer no cérebro. Sua obra, embora encarasse sempre os grandes desafios políticos de sua época, segundo especialistas, tinha um sentido atemporal e lhe valeu muitos prêmios.

O comitê do Prêmio Pulitzer, em 2010, saudou seu trabalho pela “magistral simplicidade e por expressar consistentemente e sem medo posições sobre questões locais e nacionais”.  Em janeiro, houve no Museum’s Played in Philadelphia Gallery uma exposição intitulada AUTHentic Philly: Tony Auth’s Cartoons of Philadelphia, reunindo 40 trabalhos do artista. “Nosso trabalho não é deliciar nossos leitores”, dizia o cartunista. “Nossa missão é incitá-los, informá-los e inflamá-los”.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.