AP Photo/Joel Page
AP Photo/Joel Page

Morre nos EUA o artista da pop art Robert Indiana

Criador da escultura 'LOVE', exibida na cidade da Filadélfia, morreu aos 89 anos devido a uma falência respiratória

O Estado de S.Paulo

22 Maio 2018 | 01h11

O artista da pop art Robert Indiana morreu no último sábado, 19, em sua casa na costa do Maine, nos Estados Unidos. Indiana tinha 89 anos e é conhecido por obra “LOVE” criada nos anos 1960.

De acordo com o advogado de Indiana, James Brannan, o artista morreu decorrente de uma falência respiratória.

Indiana é o criador da escultura “LOVE”, em letras maiúsculas, que é um dos pontos turísticos da cidade de Filadélfia, na Pensilvânia. Após o sucesso da obra, ele também criou um novo monumento nos mesmos moldes do anterior, porém com as letras de “HOPE”, em homenagem ao ex-presidente norte-americano Barack Obama.

“De alguma forma, parece que ele ficou conhecido como um artista de apenas um hit porque “LOVE” foi muito icônico e imensamente grande para a cultura pop. Para o bem ou para o mal, ela ofuscou algumas de suas outras criações”, disse o diretor da Bates College Museum of Art de Lewiston, no Maine.

+ Andy Warhol: o ícone do pop art que segue presente 30 anos após sua morte

Os amigos de Indiana já tinham manifestado preocupação com ele, que se encontrava recluso. Um processo jurídico arquivado em Nova York no dia anterior à sua morte sugere que ele estava isolado por seus cuidadores, mas Brannan se recusou a comentar a situação.

Kathleen Rogers, uma amiga de Indiana, disse à Associated Press que ela estava bastante preocupada com o artista.  Há oito semanas, ela entrou em contato com o Departamento de Saúde e Serviços Humanos do Maine para que eles investigassem a situação de Indiana. O departamento não se pronunciou sobre o assunto.

O artista nasceu no Estado de Indiana, mas se mudou para o Maine após se desiludir com a cena artística de Nova York em 1978. /AP


 

Mais conteúdo sobre:
Robert Indiana

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.