Morre no Rio o ator Fábio Junqueira

O ator Fábio Junqueira morreu na noite de quinta-feira, no Rio. Ele tinha câncer no cérebro e estava internado na Casa de Saúde São José desde o mês de julho. O corpo seria enterrado ontem à tarde no cemitério São João Batista, em Botafogo. O último trabalho dele na TV foi a novela Escrava Isaura, na TV Record, no papel do doutor Paulo. Ele também aparece na reprise de Mulheres Apaixonadas, na Globo, em que vive um médico. O último filme foi Separações, de Domingos Oliveira, em 2002. Fábio era pai do também ator Caio Junqueira, o Neto de Tropa de Elite. Ele tinha 52 anos e era, além de ator, diretor da Record.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.