Morre homem que teve de devolver Oscar

Foi divulgada ontem a morte, no dia 5, em Los Angeles, do diretor de cinema e TV Alex Grasshoff. Ele tinha 79 anos e morreu por complicações numa cirurgia de marca-passo. Grasshoff fez história ao ganhar o Oscar pelo documentário Young Americans, em 1969. Até aí, tudo bem, o que veio depois é único na história da Academia de Hollywood. Ao descobrir que o filme tivera uma exibição pública dois anos antes, e portanto não estava mais em condições de concorrer ao prêmio, a Academia enviou uma carta formal, assinada por seu então presidente, Gregory Peck, solicitando a Grasshoff que devolvesse o Oscar, o que ele fez.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.