Monsieur Verdoux exibe a verdadeira face de Chaplin

A comédia é um gênero clássico do cinema, assim como o drama, o suspense, o musical, o faroeste, etc. Mesmo assim, alguns comediantes, apesar de uma carreira clássica e irretocável, aventuraram-se em outras tramas, nem sempre repetindo a mesma genialidade, ainda que produzindo filmes de grande qualidade. É o caso recente de Woody Allen e, voltando um pouco mais no tempo, de Charles Chaplin e seu Monsieur Verdoux, que o Telecine Cult exibe às 19h45.O filme conta a história de Henri Verdoux que, para cuidar de seus negócios e sustentar os filhos e a mulher deficiente, viaja com freqüência. Na verdade, sua intenção é conhecer ricaças, conquistá-las e, em seguida, assassiná-las. Realizado em 1947, Monsieur Verdoux inicia uma nova fase de Chaplin que, perseguido pelo Macartismo e incompreendido nos EUA, refugia-se na Europa, onde ficaria até morrer, em 1977.A velhice e a amargura refletem-se nessa fase outonal. É aqui também, na análise do crítico francês Andre Bazin, que o grande comediante exibe seu rosto sem maquiagem e com uma mecha de cabelos brancos. ''Eis o primeiro filme que nos obriga a abandonar o ponto de referência da eterna maturidade de Chaplin'', afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.