Toby Melville / Reuters
Toby Melville / Reuters

Modelo britânica Kate Moss é imortalizada em escultura realista

Obra do artista Edgar Askelovic é avaliada em 31.800 dólares

Frankie McGuire, Reuters

27 de junho de 2017 | 09h30

A modelo britânica Kate Moss foi imortalizada como um manequim nu e sem braços em uma escultura de vanguarda intitulada "MILF", que está sendo exibida em Londres.

A escultura de silicone que retrata o rosto sem expressão de Moss e seu torso nu foi revelada na Opera Gallery na quinta-feira, sendo avaliada em 25 mil libras (31.800 dólares).

O artista Edgar Askelovic, que representou anteriormente o falecido astro do rock britânico David Bowie em uma escultura metade homem, metade cachorro, passou 4 meses trabalhado com fotos de Moss na peça, que é feita de silicone e resina de poliuretano e pesa 80 quilos.

O diretor da galeria, Jean-David Malat, disse sentir que Askelovic cumpriu a tarefa de capturar a modelo de 43 anos como a deusa da indústria da moda.

"Ele trabalha também só com fotos, o que é incrível porque ele nunca tinha conhecido a Kate Moss antes", disse Malat. "Kate Moss é muito especial. Ela é muito bonita."

Essa não é a primeira escultura excêntrica de Kate Moss, uma das mulheres mais fotografadas no mundo.

Uma década atrás, o escultor britânico Marc Quinn retratou Kate como uma deusa dourada do yoga, com suas mãos e pés contorcidos atrás de sua cabeça.


 

Tudo o que sabemos sobre:
ModaKate MossArte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.