MJ pune policialesco

Atração teve de adequar seu conteúdo

Keila Jimenez, O Estadao de S.Paulo

07 de novembro de 2007 | 00h00

O Ministério da Justiça conseguiu enquadrar uma atração que há tempos estava tirando o sono da classificação indicativa. Trata-se do policialesco Tolerância Zero - só pelo nome já dá para imaginar o conteúdo - exibido diariamente do meio-dia às 14 horas, na TV Atalaia, afiliada da Record em Sergipe.Segundo o MJ, que notificou em setembro a TV Atalaia, o programa vinha cometendo vários abusos. Além de apresentar cenas impróprias ao horário, como cadáveres e imagens de lesões corporais, o programa incitava a violência contra presos e incentivava a prática de tortura. A atração também foi condenada pelo MJ - que recebeu várias reclamações de telespectadores - por veicular palavras de baixo calão e imagens chocantes, nocivas para crianças e adolescentes.Diante da notificação, a TV Atalaia se comprometeu a adequar o conteúdo do Tolerância Zero ao horário, e exibir em seus intervalos comerciais inserções de 30 segundos com vinhetas temáticas sobre os direitos humanos e sobre classificação indicativa.As vinhetas devem ir ao ar a partir de hoje e até o dia 21 de dezembro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.