Peter Foley/ EFE
Peter Foley/ EFE

Metropolitan Museum de Nova York ganha data de reabertura

O Met volta a funcionar em 29 de agosto, enquanto o Whitney Museum, dia 3 de setembro

Redação, AFP

15 de agosto de 2020 | 16h20

Dois grandes museus de Nova York, o Metropolitan e o Whitney, informaram nesta sexta, 14, que reabrirão com capacidade reduzida nas próximas semanas, após quase um semestre fechados por causa da pandemia de coronavírus.

O Metropolitan Museum of Art (Met), que costuma receber cerca de 7 milhões de visitantes por ano, será reaberto em 29 de agosto, mediante agendamento para visitas e com ocupação máxima de 25% da sua capacidade. O museu acumula um enorme prejuízo desde março e, em maio, teve que cancelar o Met Gala, maior festa anual da moda.

Com a pandemia sob controle há alguns meses na cidade, que, em abril, foi o epicentro nos EUA, autoridades de Nova York permitiram a reabertura de museus e outras instituições culturais a partir de 24 de agosto.

Dia 3 de setembro será a vez do retorno do Whitney Museum of American Art, que adotará as mesmas medidas de distanciamento social que o Met. Até o fim do mês da reabertura, os visitantes poderão pagar o valor que desejarem pelo ingresso.

O Museum of Modern Art (MoMA) ainda não informou quando irá reabrir, enquanto os teatros da Broadway e a sala de espetáculos Carnegie Hall anunciaram que permanecerão fechados até janeiro. A Metropolitan Opera tem planos de reabrir em 31 de dezembro.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.