Mercenários representam uma ameaça à democracia

Guerra Como Prestação de ServiçosRolf UesselerTradução de Marco CasanovaEstação Liberdade, 344 págs., R$ 48 Guerra Como Prestação de Serviços, do alemão Rolf Uesseler, trata da destruição da democracia pelas empresas militares privadas. A dependência das Forças Armadas em relação às armas de alta tecnologia obriga os Exércitos a se aliarem aos mercenários. Uma unidade, muitas vezes, torna-se operante porque é auxiliada por várias empresas. Uesseler debate os efeitos dessa relação, como a corrosão do monopólio do uso da força pelo Estado e o advento das terras de ninguém jurídicas. Nascido em 1943, Rolf Uesseler estudou economia, psicologia e jornalismo e atua, desde 1979, como jornalista independente em Roma. Hoje, ele estuda as atividades ilícitas na economia mundial e o crime organizado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.