Memórias e ensaios do embaixador Vasco Mariz

As "insensatas" iniciativas do presidente Jânio Quadros de tentar anexar Angola ao Brasil e "abrir uma janela para o Caribe"; os meandros da votação do Brasil contra o sionismo nas Nações Unidas; os pormenores da gestão do governo Médici junto aos países escandinavos para impedir que o Prêmio Nobel da Paz de 1969 fosse concedido a d. Helder Câmara. Essas são apenas algumas das histórias relembradas por Vasco Mariz neste livro. Embaixador do Brasil no Peru, no Chile, Equador, Israel e Alemanha, entre outros países, Mariz escreve não apenas um livro de memórias - reúne também ensaios sobre alguns dos principais temas da política internacional das últimas décadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.