Memorial revisita seus 20 anos de exposições

Mostra comemorativa na Galeria Marta Traba destaca e homenageia 60 artistas

Camila Molina, O Estadao de S.Paulo

19 de fevereiro de 2009 | 00h00

Um passeio por obras significativas de 60 artistas que expuseram no Memorial da América Latina durante suas duas décadas de história é o mote da exposição que será inaugurada hoje, às 19h30, na Galeria Marta Traba da instituição. Memorial Revisitado, 20 Anos, com curadoria de Ângela Barbour e Fernando Calvozo, é mostra bem diversificada, formada por um núcleo histórico e um contemporâneo e que contempla a arte realizada desde o início do século 20 até hoje. Entre os participantes, estão o cubano Wilfredo Lam, o chileno Roberto Matta, o venezuelano Jesús Rafael Soto, o argentino Leon Ferrari, além dos nacionais Tarsila do Amaral, Brecheret, Leonilson, Tomie Ohtake (com grande escultura colocada no lago em frente da Galeria Marta Traba), Maria Bonomi (representada pelo painel Etnias, obra permanente abrigada no túnel da entrada do Memorial), Nazareth Pacheco e José Rufino. Ao mesmo tempo, a mostra também presta homenagem a Mario Gruber, dedicando a ele, que realizou grande mostra em 2006 na instituição, uma sala especial com 28 pinturas, gravuras e desenhos, alguns inéditos."Detectamos quais exposições tiveram maior impacto nesses 20 anos. Tentamos trazer, na maioria, obras que foram expostas aqui", diz Ângela, também gerente da Galeria Marta Traba, espaço expositivo do Memorial desde 1998. Dentre as mostras mais visitadas na instituição, ela destaca as do colombiano Fernando Botero e as sobre Carmen Miranda e Eva Perón (essas, apenas reverenciadas com visitas virtuais e registros, não com obras). ServiçoMemorial Revisitado, 20 Anos. Memorial da América Latina. Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, 3823-4600. 3.ª a dom., 9 h às 18 h. Grátis. Até 31/3

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.