Médico holandês escreve sobre o morrer

Dançando com a Morte, do médico holandês Bert Keizer, não é um livro sobre a morte, mas sobre o morrer. Pois, se todos sabem que vão morrer, não sabem, no entanto, como enfrentar esse processo inevitável. Como se fosse um romance, Keizer descreve com realismo e até humor o cotidiano de sua clínica, revelando uma visão inesperada da morte, com a inclusão de diálogos reais entre pacientes e médicos. O autor não se restringe à visão de que a morte é a inação do corpo e a tristeza dos que ficam. Suas reflexões incluem a justiça divina, a propaganda laboratorial, medicinas alternativas e a eutanásia. Também formado em filosofia, Keizer cita Dostoiévski, Beckett, Proust, Wittgenstein e Kafka.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.