FOTO TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO
FOTO TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO

Masp volta atrás e vai permitir a entrada de menores de 18 anos em exposição

Após divulgação de nota técnica, mostra 'Histórias da Sexualidade' deixa de ser proibitiva e passa a ser indicativa

O Estado de S.Paulo

07 de novembro de 2017 | 16h02

O Museu de Arte de São Paulo anunciou em sua conta no Instagram que a exposição Histórias da Sexualidade deixa de proibir a entrada de menores de 18 anos e passa ser indicativa.

Desse modo, menores de 18 anos podem frequentar a exposição acompanhados dos pais ou responsáveis.

A decisão foi tomada após documento estabelecido pela Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão publicada na segunda-feira, 6. "A nota técnica traz um amplo conjunto de argumentos jurídicos na defesa tanto dos direitos de crianças e adolescentes quanto da liberdade de expressão em suas múltiplas formas - tendo em vista os recentes episódios de cerceamento a obras e performances artísticas classificadas como 'imorais' ou de natureza 'pedófila'", informou o documento. 

 

#históriasdasexualidade

Uma publicação compartilhada por MASP (@masp_oficial) em

A decisão também registra que nem toda nudez, adulta ou infantil, "envolve a prática de ato lascivo ou tem por fim a confecção de cena ou imagem sexual". A nota dá comom exemplo as culturas indígenas no Brasil e em outros países em que "a nudez está desprovida de qualquer conteúdo lascivo. É o que ocorre, por exemplo, com o naturismo", registra o documento. 

A decisão do Masp de proibir a entrada de menores de 18 anos veio após os protestos na exposição QueerMuseu, que foi cancelada no Santander Cultural no Rio Grande do Sul.


 

Tudo o que sabemos sobre:
Masp [Museu de Arte de São Paulo]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.