Iara Morselli/ Estadão
Iara Morselli/ Estadão

Masp anuncia equipe de novos curadores

Grupo vai atuar sob o comando do diretor artístico Adriano Pedrosa

Antonio Gonçalves Filho, O Estado de S. Paulo

17 Dezembro 2014 | 16h26

O novo diretor artístico do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp), Adriano Pedrosa, vai contar com uma equipe de curadores adjuntos para operar em áreas específicas da coleção do museu. A equipe terá uma curadora assistente, que vai se dedicar ao Masp em tempo integral, um arquiteto para cuidar da expografia, redesenho e readequação dos espaços internos, além de um designer, que ficará responsável pela nova identidade do Masp e por suas publicações - editoração passou a ser uma das atribuições da diretoria artística, empossada em outubro, além do setor educativo e de restauro

Os novos integrantes da equipe são Julieta Gonzalez, que assume a curadoria adjunta de arte moderna e contemporânea; a artista Rosângela Rennó, curadora adjunta de Fotografia; Patrícia Carta, curadora adjunta de Vestuário e Moda; Luiza Proença, curadora assistente; Martin Corullon, arquiteto; e Raul Loureiro, designer gráfico.

Julieta Gonzalez foi curadora associada da Tate Modern entre 2009 e 2012 e vive na Cidade do México, onde é curadora sênior no Museu Tamayo. A artista e fotógrafa Rosângela Rennó, formada em Arquitetura, vive no Rio de Janeiro e já participou de várias bienais internacionais. Luiz Proença foi co-curadora do programa Rumos Artes Visuais do Itaú Cultural até o ano passado e curadora associada da 31ª. Bienal de São Paulo, realizada este ano. O arquiteto Martin Corullon, autor do projeto expográfico da 30ª. Bienal de São Paulo, realizou projetos em colaboração com Paulo Mendes da Rocha e foi co-curador do pavilhão do Brasil na 10ª. Mostra de Arquitetura de Veneza, em 2006. Finalmente, o designer Raul Loureiro foi diretor de arte da editora Cosac Naify e colabora, desde 199, com a Companhia da Letras, assinando capas e livros, realizando ainda vários projetos para o Instituto Moreira Salles.

Também foi anunciada ontem a contratação da Piratininga Escritórios Associados para desenvolver o plano diretor do edifício do Masp. Os trabalhos serão comandados pelo arquiteto José Armênio de Brito Cruz, que será o responsável pela interlocução com a Prefeitura de São Paulo e os departamentos de patrimônio arquitetônico. Brito Cruz, formado pela FAU-USP, é autor dos projetos de reforma da Biblioteca Mário de Andrade e Presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil.

Em outubro, quando tomou posse do cargo de diretor artístico do Masp, o curador Adriano Pedrosa se comprometeu a resgatar os cavaletes de vidro criados pela arquiteta Lina Bo Bardi e que durante anos foram a marca registrada do Masp, introduzindo nos museus uma nova forma de expor obras de arte. Sobre o anexo do Masp, na avenida Paulista, apesar das novas telas de proteção do prédio que substituíram as antigas, a reforma ainda não foi retomada, aguardando o resultado de um acordo judicial entre a direção do Masp e da Vivo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.