Marcelo Camelo finaliza seu primeiro disco-solo

Vocalista do Los Hermanos anuncia lançamento para agosto

Roberta Pennafort, Rio, O Estadao de S.Paulo

02 de junho de 2008 | 00h00

Está confirmado: a banda carioca Los Hermanos, ''em recesso'' há um ano, continua sem data para se reunir; enquanto isso, seu vocalista, Marcelo Camelo, anuncia que mandará o primeiro disco-solo para as lojas no fim de agosto. Para os fãs, a notícia é boa, mas... e o temor de que este seja apenas o começo de um novo caminho para Camelo (compositor já gravado por Maria Rita, Ney Matogrosso, Roberta Sá e outros)?No MySpace, onde ele disponibilizou duas das músicas que poderão estar no CD, Doce Solidão e Téo e a Gaivota, os aficionados se manifestam: ''Carreira-solo? Los Hermanos acabou mesmo, né?'', pergunta uma internauta. ''Você pretende voltar com o Los Hermanos ou vai continuar somente com a carreira-solo??? Aguardo ansiosa uma resposta!'', diz outra. Uma terceira lamenta: ''Por um lado, é muito bom apreciar seu trabalho, mas por outro...'' Mais uma: ''Passei o feriadão ouvindo você (s), e te digo: que saudade!''O disco, produzido pelo próprio Camelo, está sendo finalizado. Ele prefere não dar entrevista ainda - informa apenas, através da Assessora de Imprensa, que está em estúdio terminando o trabalho. Simon Fuller, empresário da banda, também não quis falar sobre a nova empreitada do vocalista.''Dezenas de artistas'' participam do CD, como Dominguinhos, a pianista Clara Sverner, o baterista e produtor Domenico Lancellotti e o grupo paulistano Hurtmold. Como era de se esperar, nenhum sinal de Rodrigo Amarante (guitarra e voz dos Hermanos) - que dá expediente na Orquestra Imperial -, nem de Bruno Medina (teclados)- que em março divulgou que vem pensando num programa para a TV. Rodrigo Barba já levou sua bateria para duas novas bandas, Canastra e Latuya, com as quais vem fazendo shows por aí.A versão de Doce Solidão (Ah solidão/ Foge que eu te encontro/ Que eu já tenho asa/ Isso lá é bom?) que está no MySpace tem Camelo ao violão e assobiando. Um vídeo mostra-o cantando a letra com um grupo de 13 crianças. Téo e a Gaivota é instrumental, tem barulho de mar ao fundo e até um ''clipe'': a imagem de um céu azul, possivelmente ao entardecer, com a mão de alguém tocando violão - seria Camelo? Mistério.Depois de dez anos de carreira e quatro CDs bem-sucedidos, os Hermanos anunciaram em abril do ano passado o ''recesso por tempo indeterminado'', motivado pela ''necessidade dos integrantes de se dedicarem a outras atividades''. Juraram que a amizade não estava abalada, tanto que continuavam ''jogando truco toda quinta-feira''. Antes de se retirar de cena, eles fizeram três shows de despedida no Rio, todos lotados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.