Mais famoso personagem estreia na tela em setembro

Tornado um dos mais célebres personagens da literatura infantil na França, O Pequeno Nicolau, de Sempé (desenho) e René Goscinny (texto), chegou a vender 10 milhões de cópias em mais de 30 países, ao longo de 50 anos. Após a morte de René, em 1977, Anne Goscinny, sua filha, encontrou histórias originais que ele escrevera para o personagem, que foram publicadas em 2004 e 2006. Sucesso absurdo: 1 milhão de cópias foram vendidas na França.Agora, é a vez da tela grande. O Pequeno Nicolau virou filme com atores de carne e osso e estreia no dia 30 de setembro na Europa. O longa é dirigido por Laurent Tirard, que curiosamente tem um currículo ao reverso do que costuma ser o cinema francês. Estudou cinema americano, sobre o qual escreveu um livro, e foi roteirista da Warner em Hollywood. Já tinha dirigido, em 2007, Molière, na França. No elenco do longa, que tem uma hora e meia de duração, estão veteranos do cinema francês, como Valérie Lemercier e Kad Merad, além de Sandrine Kiberlain, François-Xavier Demaison, Michel Duchaussoy, Daniel Prévost, Michel Galabru, Anémone, François Damiens e Louise Bourgoin.Segundo as primeiras resenhas publicadas na França, o filme faz um mergulho nostálgico nos anos 60, um universo anterior aos iPod e à internet, além de ser um elogio ao trabalho de cineastas célebres, como Jacques Tati (a seu filme Meu Tio) e Truffaut (Os Incompreendidos).No Brasil, O Pequeno Nicolau nunca fez tanto sucesso quanto na França. Sempre foi recomendado por professores de francês e teve alguns livros lançados pela editora Martins Fontes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.