Rep
Rep

Mais de 140 obras de Picasso serão leiloadas

Coleção era do advogado Melvyn Weiss, condenado pela Justiça americana

Bloomberg News

07 de outubro de 2014 | 09h47

WASHINGTON - O advogado Melvyn Weiss vai leiloar mais de 140 litografias, gravuras e outras obras de Pablo Picasso. Weiss e sua mulher, Barbara, entregaram sua coleção pessoal à unidade de Nova York da rede Sotheby's, casa especializada em leilões.

Weiss, de 79 anos, era um dos principais advogados de ações coletivas dos Estados Unidos, mas foi condenado, em 2008, por participar de um esquema de venda de propinas. Há décadas, ele oferecia pagamentos a quem concordasse em ingressar como autor em processos judiciais.

Grande colecionador do trabalho de Picasso, o advogado possui desde esculturas de 23 quilates de ouro até uma gravura em linóleo (Grand tete de femme). Weiss tem majoritariamente obras do final da carreira de Picasso, das décadas de 1940, 50 e 60.

Picasso morreu em 1973, aos 91 anos. Conhecido principalmente por suas pinturas, ele também produzia esculturas, cerâmicas e ilustrações de livros. Suas gravuras e litografias, em geral, são leiloadas por milhares de dólares, valores inferiores aos de suas telas a óleo. Uma exceção foi o desenho Femme qui pleure I, de 1937, vendido por 3,2 milhões de libra (mais de R$ 12 milhões na cotação atual) em um leilão em Londres, em fevereiro.

Tudo o que sabemos sobre:
Picasso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.