GIUSEPPE CACACE / AFP
GIUSEPPE CACACE / AFP

Maior afresco do mundo será leiloado para ajudar crianças carentes

'A Viagem da Humanidade', de 1.500 metros quadrados, foi dividida em 70 obras emolduradas e apresentadas pela primeira vez para serem leiloadas nos próximos dois anos

Agências, AFP

25 de fevereiro de 2021 | 16h07


DUBAI, UAE - O artista britânico Sacha Jafri anunciou na quinta-feira, 26, que peças da maior obra de arte do mundo serão leiloadas em Dubai para arrecadar milhões de dólares para instituições de caridade infantis em países pobres.

A Viagem da Humanidade, de 1.500 metros quadrados, foi dividida em 70 obras emolduradas e apresentadas pela primeira vez para serem leiloadas nos próximos dois anos. Essas obras de arte coloridas de vários tamanhos foram exibidas nas paredes do luxuoso hotel Atlantis em Dubai.

Sacha Jafri trabalhou neste afresco do tamanho de dois campos de futebol no hotel onde ele foi realizado no ano passado.

A meta é arrecadar pelo menos 30 milhões de dólares para financiar iniciativas relacionadas à saúde e a educação infantil em países pobres.



"Não quero que seja uma iniciativa isolada. Quero muito ajudar a mudar o mundo, e a maneira de fazer isso é dar às comunidades mais pobres acesso à internet", disse o artista de 44 anos à AFP. "Então podemos dar-lhes uma verdadeira educação", ele espera. 

Durante sete meses e a um ritmo de 18 a 20 horas por dia, Sacha Jafri trabalhou no projeto com quase 300 camadas de tinta, usando mais de 5.000 litros e cerca de 1.000 pincéis.

A obra foi concluída no final de setembro, pouco antes do Guinness Book of Records (Livro de recordes) confirmar que era, de fato, a maior tela de arte do mundo.

Crianças de 140 países participaram indiretamente do trabalho, enviando suas pinturas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.