Madonna cancela primeiro show de Buenos Aires

Na última hora, estréia foi transferida de ontem para sexta-feira: equipamentos não haviam chegado

Jotabê Medeiros, O Estadao de S.Paulo

04 de dezembro de 2008 | 00h00

A menos de 10 horas de entrar no palco, a cantora Madonna teve de suspender o primeiro show que faria a noite passada em Buenos Aires, no estádio do River Plate. Por volta das 11 horas, a produtora Time for Fun, que realiza o espetáculo, informou que o show Sticky & Sweet não poderia ser realizado por que parte do equipamento de som não chegou à Argentina. O show foi transferido para sexta-feira à noite no mesmo local.Boatos davam conta de que o avião que traz as roupas do show é que não tinha desembarcado (são cerca de 3,5 mil peças). Madonna fará quatro shows na capital argentina, para um público estimado em 240 mil pessoas nas quatro noites. Isso seria um dos motivos para humor de cão que a cantora tem demonstrado desde que chegou à cidade, na segunda-feira - ela nem sequer foi à janela de sua residência, a fantástica La Mansion, cuja rua está fechada pela polícia. Não saiu nem para cumprimentar os seguidores, que eram mais de uma centena no início e hoje desistiram de esperar. Madonna também não permitiu que funcionários da Casa Rosada, o palácio presidencial argentino, tirassem fotos suas no encontro que teve com a presidente do país, Christina Kirchner, na noite de terça-feira.Na Casa Rosada, Madonna encontrou e cumprimentou brevemente Ingrid Betancourt, a ex-candidata à presidência da Colômbia, seqüestrada pelas FARC e feita cativa durante mais de 6 anos. Ingrid foi à Casa Rosada para agradecer os esforços do governo argentino pela sua libertação.O show de Buenos Aires será filmado e as imagens serão à base para um DVD da turnê. O show desta noite, que terá 23 músicas, começa com Candy Shop e termina com Give it 2 me.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.