Christophe Ena/ AP
Christophe Ena/ AP

Louvre se recupera de queda em número de visitantes após atentados de 2015

Entre suas exposições mais bem-sucedidas do ano passado, destacou-se 'Vermeer e os Mestres da Pintura de Gênero'

AFP

08 Janeiro 2018 | 16h55

O Museu do Louvre recebeu 8,1 milhões de visitantes em 2017, recuperando-se quase completamente da queda acentuada registrada no ano anterior como consequência do menor número de turistas estrangeiros em Paris, após uma série de atentados terroristas.

O número representa 10,1% mais que em 2016, quando as visitas caíram 13%, até 7,4 milhões de pessoas, indicou na segunda-feira (8) a direção do Louvre.

O museu mais visitado do mundo sofreu em 2016 com a queda significativa do turismo na capital francesa, como consequência de uma série de atentados terroristas em 2015, que deixaram quase 150 mortos.

Além disso, o Louvre teve que fechar em 2016 por quatro dias ante um risco de inundação.

Em 2017 esteve marcado por uma volta dos turistas estrangeiros. No Louvre, estes representaram 70% dos visitantes (15% dos Estados Unidos, 9% da China, 4% do Reino Unido e 3,5% da Alemanha, por exemplo).

Entre suas exposições mais bem-sucedidas do ano passado, destacou-se Vermeer e os mestres da pintura de gênero, que foi visitada por quase 325.000 pessoas.

Mais conteúdo sobre:
Museu do Louvre terrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.