Liz Hurley: ''''Deixei o cinema por meu filho''''

A modelo, que lança sua grife no Brasil, também quer fazer TV

Entrevista com

Flávia Guerra, O Estadao de S.Paulo

23 de novembro de 2007 | 00h00

"Não quero mais fazer cinema. Adoro, mas agora tenho um filho e escolhi não transformá-lo em um pequeno cigano que viaja comigo pelos sets. Passei 15 anos fazendo isso. Quero poder levá-lo todo dia para a mesma escola, que ele faça amigos e tenha rotina." Assim a modelo-atriz-mulher de negócios-estilista Elizabeth Hurley, de 42 anos, contou por que, pelo menos por ora, engavetou sua tão criticada carreira nas telas para ser uma mãe mais atenta ao filho Damian, de 5 anos. Os mais azedos agradecem. Liz nunca conseguiu comover o mais generoso dos críticos com papéis em comédias como Austin Powers e A Serviço de Sara. A maior conquista dela na sétima arte parece ter sido conhecer o ator Hugh Grant (em 1987 no set de Remando ao Vento). A relação durou 13 anos, alçou seu nome à lista de celebridades, rendeu um escândalo (em 1995, o ator foi flagrado com prostituta em Hollywood) e muito material para os tablóides. Rendeu também uma parceria no cinema. Liz e Grant foram sócios por um tempo da Simian Films. "Ele não é mais parte da sociedade. Agora a produtora é só minha. Estou trabalhando em algumas produções com minha equipe", conta ela, que hoje é casada com o empresário indiano Arun Nayar. E produção e participação como ?ela mesma? em programas de TV como Project Catwalk. "Isso sim. Porque posso dividir com a maternidade (quero ter outro filho logo) e meu trabalho contra o câncer de mama", explica dela, que há 12 anos é a garota-propaganda da Estée Lauder, grife de cosméticos para a qual também protagoniza campanhas contra a doença. A atriz britânica agora se divide entre sua casa em Londres e sua fazenda em New Castle, no interior inglês. "Lá, cultivamos tudo em um processo saudável. Tenho 37 vacas. Um bezerro nasceu ontem, 26 porcos, 20 galinhas. É lindo. Meu filho adora. Estou desenvolvendo uma marca de produtos saudáveis. É parte da minha missão ensinar as mulheres a comer melhor. E quero trabalhar com esses produtos."Liz, no entanto, não deve ficar muito tempo longe da telinha. "Quero ter um programa na TV sobre alimentação saudável. E quem sabe você até me veja em breve pilotando um daqueles fogões e ensinando receitas."Enquanto o mundo dos tablóides não se delicia com a "Cozinha Maravilhosa da Liz Hurley", o mundinho fashion pode se esbaldar com os biquínis da Liz Hurley Beach Wear. Foi para lançar o primeiro ponto-de-venda da linha praia que leva seu nome na América do Sul que a atriz chegou na quinta à cidade, de onde parte ainda hoje. A meca escolhida: a Daslu. Foi lá que a atriz recebeu a imprensa para falar de seus planos e contar por que decidiu ensinar o pai-nosso ao vigário. "Sei que entrar em um mercado de moda praia de um país que tem esta cultura já tão forte, e é o melhor no mundo nisso, é arriscado, mas já estamos até na Austrália. E até lá, onde também há esta cultura, funcionou. Estou otimista. Meus biquínis são pequenas jóias." E são mesmo. O preço médio é de R$ 1.200.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.