Literatura angolana é analisada em três períodos

Luanda, Cidade e LiteraturaTania MacêdoEditora Unesp237 págs., R$ 39Quando conquistou a independência de Portugal, em 1975, Angola investiu em publicações infanto-juvenis para estimular o hábito da leitura. Professora de Literaturas Africanas da USP, Tania Macêdo traça um panorama sobre o progresso da literatura angolana num período que começa antes da independência. Luanda, Cidade e Literatura é uma análise, apoiada em trechos de textos, sobre a literatura de Angola, um retrato dos medos e desejos da população. Atravessa três momentos cruciais, a chegada dos portugueses, a colonização e a atual reafricanização que afeta o processo literário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.