Leonard Cohen e seus clássicos em show impecável

Gravado em Londres, álbum duplo celebra 40 anos de carreira do cantor

Lauro Lisboa Garcia, O Estadao de S.Paulo

06 de maio de 2009 | 00h00

Live in London (Sony/Columbia), de Leonard Cohen, é daqueles discos imprescindíveis, com tal poder de arrebatamento, que derrubam qualquer um que tenha um mínimo de sensibilidade. Está a milhas dos famigerados discos ao vivo que se fazem hoje, meras sucessões de ruídos comerciais. O CD é registro do show que o poeta, compositor, escritor, pintor e cantor canadense realizou no em Londres, no dia 17 de julho de 2008, celebrando os 40 anos de uma gloriosa carreira.É uma aula para qualquer aspirante de como se entregar à música, à criação artística. Cohen aborda com profundidade ímpar temas relacionados ao sexo, à política, à espiritualidade e outros. É claro que não é para qualquer um compor canções da grandeza de Dance Me to the End of Love, Halelluyah, Ain?t no Cure for Love, Suzanne, So Long, Marianne, First We Take Manhattan, mas o que elas inspiram já é transformador, alentador. Por onde passou, o show (também lançado em DVD no Hemisfério Norte) arrancou elogios supremos. The Webb Sisters dão sua contribuição para If it Be Your Will e Sharon Robinson, para Boogie Street. Bem-humorado, provocador, contundente, com a voz curtida e em boa forma, Cohen se supera em canções como Halelluyah e I?m Your Man, em interpretações e arranjos matadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.