Leo Cavalcanti, uma revelação, toca no Studio SP

Jovem cantor e compositor mostra seu som pop com suingue brasileiro

Lauro Lisboa Garcia, O Estadao de S.Paulo

19 de dezembro de 2007 | 00h00

Pelas boas canções disponíveis no Myspace já dá para sentir que o cantor e compositor Leo Cavalcanti não é apenas mais um no carrossel sonoro nacional. Ele tem mais a revelar no show que faz com sua banda hoje no Studio SP, dirigido por Maurício Abud. Sua musicalidade é fundada numa daquelas boas e indefiníveis uniões de componentes do pop mundial com suingue brasileiro. ''''O elemento percussivo é muito forte e sempre parto das células rítmicas do violão para compor'''', diz.As tramas de vozes que se sobrepõem nas canções em diversos tons (como na bela Medo de Olhar pra Si) é outra característica marcante. ''''Sempre procuro harmonias inusitadas e me proponho a desafios vocais'''', diz Leo.Sem estudo formal de música, mas movido por ''''uma intuição mais forte'''', Leo teve o violão como primeiro instrumento, desde os 9 anos. Depois passou a tocar percussão na banda do pai, Péricles Cavalcanti, aos 13. ''''Meu pai é uma fonte de inspiração, mas não um espelho'''', esclarece. As primeiras composições vieram aos 14, estimulado por um songbook de Djavan e pela audição de CDs dos Beatles, Jackson do Pandeiro (quando teve uma banda de forró), Stevie Wonder. No palco, ele se expande com atuação performática. Suas canções estão no site www.myspace.com/leocavalcanti.Serviço Leo Cavalcanti. Studio SP (320 lug.). Rua Inácio Pereira da Rocha, 170, tel. 3817-5425.Hoje, 23 horas. R$ 20 e R$ 15

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.