Lenda

Buddy Guy, esteio do blues de Chicago, vai fazer 73 anos em julho. Sua lenda é amplamente conhecida: é o homem que Jimi Hendrix um dia quis imitar e que Eric Clapton, Santana e Keith Richards dizem que é seu guitarrista favorito. Ele e B.B. King são os últimos gigantes do gênero. Guy não vinha ao Brasil havia quatro anos, mas hoje é dia de tirar o atraso. Ele promove seu mais recente disco, Skin Deep (Zomba Records, 2008), que incorpora uma dúzia de canções novas ao seu repertório sempre fresco. O blues lento Out in the Woods já nasceu clássico. Buddy Guy hoje é um mito, mas houve tempo em que tocava no Brasil, acompanhado de Junior Wells, e ainda não ocupava o lugar que merecia no Olimpo da música. Quem já o viu, seja num pequeno clube ou numa arena, sabe que ele é um incendiário. No disco novo, há participações de Clapton, The Memphis Horns, Willie Mitchell, entre outros.

Jotabê Medeiros, O Estadao de S.Paulo

26 Março 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.