Le Corbusier, um arquiteto que sintetizou paradoxos

Esta é a biografia de um dos mais influentes e, a uma só vez, admirados e criticados arquitetos do século 20 - Le Corbusier, Charles-Édouard Jeanneret-Gris (1887-1965). Ele foi considerado um profeta enquanto era vivo, e chamado de "consciência" da arquitetura moderna depois de sua morte. O norte-americano Nicholas Fox Weber, diretor da Josef and Anni Albers Foundation, mostra como a reunião de elementos paradoxais na personalidade de Le Corbusier influenciaram, em certa medida, os seus projetos. Era o seu poder de síntese, que combinou uma mente matemática e pragmática com uma inclinação à sensualidade e ao idealismo. O volume inclui um caderno com 144 imagens.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.