Jessica Alba esconde curvas para viver suspense

Ela interpreta uma violinista cega em O Olho do Mal e fala do ''alívio'' de desligar-se da imagem de sexy

Elaine Guerini, O Estadao de S.Paulo

14 de março de 2008 | 00h00

Hollywood costuma recorrer a Jessica Alba quando o roteiro pede uma beldade latina capaz de incendiar a imaginação dos homens com seus contornos avantajados. Foi assim em Sin City, Mergulho Radical e nos dois filmes da franquia Quarteto Fantástico. Mas a atriz de belos olhos negros e bumbum arrebitado tenta tirar o foco de suas curvas no thriller O Olho do Mal, no papel de uma violinista cega que passa a ter visões sobrenaturais após transplante de córneas. ''Estou cansada da ênfase dada ao meu corpo. Isso é um sinal de amadurecimento'', diz a atriz de 26 anos, grávida de seis meses do produtor Cash Warren, que conheceu durante o primeiro Quarteto. Até o pôster do novo filme sinaliza para uma fase mais discreta de Jessica, projetada mundialmente aos 17 anos ao estrelar o seriado de ficção científica Dark Angel (2000-2002). Em vez de destacar os atributos físicos da atriz, o pôster de O Olho do Mal traz o close da moça na janela, com os olhos esbranquiçados, numa noite chuvosa. ''Foi um alívio saber que o marketing do filme não ia apelar para uma foto sensual'', diz Jessica, cuja herança latina vem do pai, mexicano que serviu na Força Aérea americana. Veja trailer do filme O Olho do MalDirigido pelos franceses David Moreau e Xavier Palud, O Olho do Mal é remake do filme de suspense chinês The Eye, dos irmãos Danny e Oxide Pang. A protagonista, Sydney Wells, é uma violinista que perdeu a visão na infância e volta a enxergar graças a um transplante. O problema é que ela começa a ver até o que não quer, incluindo alucinações com mortos e acidentes. Atormentada, decide pesquisar de quem eram as córneas, descobrindo a desgraça que levou sua doadora à morte. ''Embora não goste de produções sanguinolentas, adoro thrillers, tramas que não me deixam dormir a noite'', conta Jessica.Após ter aulas de violino (''pelo menos para fingir que sei tocar'') e conviver com uma cega para imitar sua linguagem corporal, Jessica sentiu que ''merecia a personagem'', oferecida primeiro a Renée Zellweger. ''Com minha preparação, não precisei me basear na performance da atriz no original'', diz, referindo-se a Angelica Lee. ''Ela encarna Sydney de forma estóica e calada, seguindo a abordagem oriental sobre assuntos do além. Por ser ocidental, meu desempenho é mais intenso, mostrando como a violinista pensa estar louca.''Agora, Jessica espera não voltar tão cedo a pisar num set de filmagem. ''Depois que o bebê nascer, quero tirar férias'', diz.Serviço O Olho do Mal (The Eye,EUA /2008, 97 min.) - Sus-pense. Direção de David Moreau e Xavier Palud. 14 anos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.