Jair Alves faz dupla homenagem em cena

Ele é autor e diretor de Volví, que relembra Luís Antônio Martinez e Adilson Barros

Beth Néspoli, O Estadao de S.Paulo

10 de setembro de 2009 | 00h00

Ator, diretor, autor e músico, Jair Alves é antes de tudo um artista de perfil politizado. Ao longo de sua trajetória iniciada na década de 70 participou da montagem de Morte e Vida Severina, dirigiu Vinte e Cinco Vezes Vladimir, em homenagem ao jornalista Vladimir Herzog, foi um dos fundadores da Cooperativa Paulista de Teatro, a qual presidiu por sete anos.

Com o espetáculo Volví, ou A Volta do Clown, que estreia amanhã no Arena, com apoio da Funarte, Jair Alves presta dupla homenagem a dois artistas importantes da cena brasileira: o diretor e dramaturgo Luís Antônio Martinez Corrêa (1985-1987) e o ator Adilson Barros. O primeiro, irmão do diretor Zé Celso, de quem foi assistente, tornou-se um grande criador de musicais, dirigiu A Ópera do Malandro e O Percevejo e a premiada série Theatro Musical Brazileiro, todas no Rio. Já Adilson Barros é cofundador, com Paulo Betti, Eliane Giardini, Ismael Ivo, Celso Nunes e Marcio Tadeu do famoso grupo Pessoal do Victor, no qual atuou em peças como Na Carrera do Divino e Feliz Ano Velho.

A peça é estruturada na relação de dois clowns que reinventam o cotidiano e na voz de uma estranha vidente que, em vez de prever o futuro, faz revelações do passado que ajudam a entender o presente. Assim, uma trupe de atores, com seus clowns, músicos e vagabundos contam a história desses dois artistas que brilharam no cenário brasileiro, na década de 80. Em cena, além do autor, Jair Alves, estão Helena Cardoso, Julia Pires e Rennata Airoldi. Há ainda um coro formado por Vivian Egidio, Mauricio Pazz, Thiago Fernandes e Suely Pinheiro.

Serviço

Teatro de Arena Eugenio Kusnet (90 lug.). Rua Dr. Teodoro Baima, 94, Vila Buarque, telefone 3256-9463. 6.ª e sáb., às 21 horas; dom., às 20 horas. R$ 10

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.