Jackson é processado por Thriller

O diretor do vídeo Thriller, John Landis, abriu um processo contra o cantor Michael Jackson e o produtor James L. Nederlander, argumentando que ambos não detêm os direitos de adaptação de Thriller para uma obra teatral, um possível musical na Broadway, cuja montagem vem sendo planejada. Nederlander rebateu, no início desta semana, dizendo que adquirira os direitos de Thriller e também das canções do álbum homônimo de Jackson. O advogado de Landis alega que ele teria direito a 50% sobre a adaptação e que Jackson já recebera mais de U$ 400 mil pela transferência de sua parte nos direitos a Nederlander.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.