Ismael Ivo coreografa memórias de infância

O grande bailarino brasileiro, radicado na Alemanha, se apresenta no Sesc Santana

O Estadao de S.Paulo

20 de novembro de 2007 | 00h00

Ismael Ivo, um dos mais notáveis bailarinos brasileiros, desde 1985 radicado na Alemanha, apresenta o espetáculo Delírio de Infância somente hoje, no Sesc Santana, como parte das comemorações do Dia da Consciência Negra. Ele acaba de participar da 5.ª edição da Bienal Sesc de Dança, que ocorreu até domingo em Santos. Lá, mostrou a coreografia Mapplethorpe, de 2002 (criada a partir do encontro que teve com o fotógrafo americano em Nova York na década de 80), além de ter oferecido uma oficina de dois dias sobre seu processo de trabalho e participado do debate O Lugar da Dança e Sua Memória.Delírio de Infância estreou em Berlim em 1989. Há três anos, ganhou uma nova roupagem para ser reapresentado em Stuttgart e vem, desde então, encantando platéias por onde passa. Num universo aparentemente onírico, o bailarino e coreógrafo desenha uma composição de movimentos que resgatam memórias e impressões de uma criança sobre a realidade. Calcado na ancestralidade escrava, o trabalho é considerado um dos mais pessoais que Ismael já realizou - ainda que o resultado seja universal.O espetáculo tem início com uma figura solitária no palco, que experimenta sons em uma gaita e veste uma enorme saia azul. Imagens de fome e dor, como que saídas de um sonho, provocam o público. ''''Apenas um artista excepcional como o bailarino Ismael Ivo é capaz de assinalar tão assustadora infância em seu solo de 60 minutos'''', publicou o jornal alemão Pforzheimer Zeitung, durante sua reestréia em setembro de 2004.Ismael Ivo, que desde 2005 é diretor do Festival Internacional de Dança da Bienal de Veneza, promete causar forte comoção com suas memórias íntimas, mas acima de tudo, demasiadamente humanas.ServiçoDelírio de Infância. Teatro do Sesc Santana. Av. Luiz Dumont Villares, 579, tel. 6971-8700. Hoje, às 19h. R$ 4 a R$ 16

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.