Intervalos engordam

Novela termina com fila de anunciantes

Keila Jimenez, O Estadao de S.Paulo

27 de setembro de 2007 | 00h00

Paraíso Tropical chega em sua reta final com overbooking de anunciantes. Agências e profissionais do mercado já foram avisados pela Globo que não há mais espaço nos breaks e nos merchandisings da trama em seus dois últimos dias no ar. A demanda é tanta que a Globo abriu esta semana um break a mais para cada capítulo.Segundo levantamento da Controle da Concorrência, empresa que monitora as inserções comerciais para o mercado, na segunda-feira Paraíso teve cinco intervalos comerciais, com 49 inserções e 33 anunciantes. O número impressiona se comparado às inserções do dia 17, que teve 4 breaks comerciais com a presença de 25 anunciantes.Entre os principais anunciantes da novela estão o Bradesco e a Grendene.O folhetim também se fartou de merchandising. Ministério do Turismo, Itaú e Natura foram algumas das marcas que desfilarem na trama. Isso sem falar em um dos merchandisings mais caros na história da telenovela, o lançamento de um carro da Cintrõen: a ação contou com participação de boa parte do elenco, mereceu festa montada dentro do Projac e custou mais de R$ 1 milhão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.