IMS
IMS

Instituto Moreira Salles compra coleção de fotos da Amazônia feitas no século 19

Fotógrafo alemão Albert Frisch fez expedição de 5 meses pela região

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de outubro de 2019 | 16h45

O Instituto Moreira Salles (IMS) adquiriu um conjunto de 98 fotos do fotógrafo alemão Albert Frisch (1840-1918), feitas na Amazônia no século XIX. A série foi comprada na última quinta-feira, 3, em um leilão da tradicional casa Sotheby's, em Nova York.

O conjunto de fotografias foi produzido entre os anos de de 1867 e 1868, em uma expedição de cinco meses comissionada pela Casa Leuzinger, onde Frisch trabalhava. O fotógrafo alemão percorreu 400 léguas, de barco, pelo rio Amazonas e seus afluentes. Durante a jornada, que durou 5 meses, foi acompanhado por dois remadores.

Frisch fotografou principalmente os povos indígenas que habitavam as regiões, incluindo também informações como relações de parentesco e status social dos registrados. O alemão também documentou a fauna e a flora da Amazônia. 

As fotografias da Amazônia feitas por Frisch integram diversas coleções de instituições espalhadas pelo mundo. O IMS já possuía 40 imagens do fotógrafo alemão, realizadas na mesma expedição. 

Confira algumas imagens da série que chega ao acervo do IMS:

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.