Imersão no real está na moda

Se alguém ainda tem dúvidas a respeito do suposto boom dos documentários, é bom prestar atenção ao que se passa no circuito comercial paulistano. Nada menos de seis filmes de longa-metragem, do gênero documental, estão em cartaz na cidade. Abordam diversos temas mas, por curiosidade, três deles, ou seja, a metade, dedicam-se à música. U2 3D é sobre a banda de rock U2. O Mistério do Samba dedica-se à Velha Guarda da Portela e Musicagen aborda a música experimental, aquela do tipo que se faz com instrumentos alternativos. Os outros três dedicam-se a assuntos mais "graves", digamos assim. O Aborto dos Outros discute a questão sempre polêmica da interrupção da gravidez. Linha de Montagem relembra as greves dos metalúrgicos do ABC no final da década de 1970, que tiveram importância histórica nos destinos do País, naquela época vivendo sob ditadura militar. Já Brigada Pára-Quedista aborda uma temática em geral evitada pelos cineastas: procura retratar, por dentro, a instituição militar, tomando como estudo de caso uma corporação de elite, a brigada de formação de combatentes pára-quedistas. O espectador irá encontrar filmes de vocações muito diferentes, embora todos sejam englobados sob o rótulo de "documentários". Do experimentalismo à feitura mais convencional, há espaço para todos sob essa etiqueta ampla.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.