Homenagem a Ernesto Cardenal

O poeta nicaraguense Ernesto Cardenal (1925) ganhou, na quinta, o prêmio Pablo Neruda, o mais importante do Chile, dado a poetas ibero-americanos. Conhecido no continente americano por seus epigramas, ele recebeu a distinção por "renovar a tradição ocidental clássica aplicando-a à atualidade", segundo a ministra da Cultura Paulina Urrutia, presidente do júri. Criada em 2004 para homenagear o centenário de nascimento de Neruda, ganhador do Nobel de 1971, a premiação entrega US$ 30 mil a Cardenal, um dos religiosos mais importantes da teologia da libertação em seu país e autor de El Evangelio de Solentiname.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.