Histórias pouco conhecidas do mestre Pirandello

Grupo encena Como Você me Quer e Cada Um a Seu Modo: peças, até onde se sabe, inéditas no Brasil

Beth Néspoli, O Estadao de S.Paulo

03 de abril de 2008 | 00h00

Dois grupos paulistanos unem-se para dar ao espectador a oportunidade de conhecer dois textos, até onde se sabe, inéditos no Brasil, do dramaturgo e escritor italiano Luigi Pirandello. Como Você me Quer estréia hoje no Teatro Sérgio Cardoso e, em duas semanas, será a vez de estrear Cada Um a Seu Modo, ambos sob direção de Mauricio Paroni de Castro, do grupo Atelier de Manufactura Suspeita que faz sua segunda parceria como a Cia. Linhas Aéreas.Mesmo quem não conhece a obra de Pirandello deve ter ouvido falar em peças como Seis Personagens em Busca de Um Autor ou Esta Noite se Improvisa. ''Cada Um a Seu Modo integra essa trilogia do teatro dentro do teatro'', diz Ziza Brisola, atriz da Cia. Linhas Aéreas. O limite entre verdade e aparência é tema constante na obra desse autor.Pirandello é de uma atualidade impressionante nestes tempos de internet, de celebridades de mídia e construções de imagens'', diz Paroni. Ambigüidade não falta em Como Você me Quer, que estréia hoje, e cuja personagem central transita entre duas identidades, Elma e Dra. Lúcia, uma mulher que desaparecera durante a Guerra. O grupo amplia, ou embaralha, sentidos ao criar um revezamento de atores para o papel.''A importância de Pirandello é imensa. Ele preconizou uma fragmentação que permeia toda a dramaturgia contemporânea e chega até Nelson Rodrigues'', observa Paroni. Numa deliciosa crônica sobre a estréia de Vestido de Noiva, Nelson Rodrigues conta que alguns fizeram tal paralelo artístico. E com o humor característico completa: ''E eu que nunca havia lido Pirandello senti-me um pirandelliano nato.''Serviço Como Você me Quer. 90 min. 16 anos. 5.ª a sáb., 21 h; dom., 19 h. R$ 20. Até 13/4Cada Um a Seu Modo. 90 min. 16 anos. Estréia dia 17/4Teatro Sérgio Cardoso - Sala Paschoal Carlos Magno (144 lugs.). Rua Rui Barbosa, 153, telefone 3288-0136

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.