Histórias de violência, por três grandes

No Telecine Cult, você pode ver uma sucessão de clássicos - e a dificuldade talvez seja escolher qual deles, se não houver tempo para todos. Viva Zapata, de Elia Kazan, 19h50, põe Marlon Brando na pele do revolucionário mexicano, mas quem ganhou o Oscar de coadjuvante foi Anthony Quinn. O diretor, que se havia envolvido no triste episódio da delação no macarthismo, fez um filme trotskista, baseado no conceito da revolução permanente. Na sequência, em Psicose, de Alfred Hitchcock, às 22 h, Janet Leigh vai parar no motel de Norman Bates e você sabe: a cena do assassinato na ducha é marco na história do cinema. Para encerrar, às 23h55, Irmãos de Sangue é um dos melhores filmes de Spike Lee, dinamite pura, sobre a violência nas ruas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.